• eolor

Em novo desdobramento, Dr. Luke terá que provar supostas difamações de Kesha

Batalha judicial já dura 7 anos. Agora, Dr. Luke terá que provar que a cantora o difamou em público.

Em novo desdobramento, Dr. Luke terá que provar supostas difamações de Kesha

(Kesha e Dr. Luke / Foto: Getty Images)


Texto: Gabriela Lins



De acordo com o The Hollywood Reporter, Kesha usou uma nova lei de Nova York, aprovada em 2020, que defende a liberdade de expressão durante processos, diante das acusações de difamação movidas pelo produtor musical Dr. Luke. Em sua maior vitória contra o produtor, até o momento, Kesha vê nova possibilidade no caso, que já dura 7 anos em batalhas judiciais.


A Suprema Corte de Manhattan concordou que a nova lei sobre liberdade em processos, poderia ser aplicada no caso de Kesha. Agora, Dr. Luke terá que provar que a cantora o DIFAMOU em público. Pra quem não sabe, Luke abriu um processo de difamação contra Kesha logo após ter sido acusado de abusos sexuais e emocionais, em 2014. Na época, a cantora também pediu anulação de contrato com o produtor. Nova determinação fará com que Dr. Luke pague todos os honorários legais de Kesha, caso suas reivindicações sejam negadas, em outras palavras, caso seja provado que Kesha não o difamou.

Acompanhe o eolor no Instagram e veja tudo que acontece no mundo da música, cinema e TV.

Após a decisão, advogados de Luke emitiram a declaração:


“No julgamento, Dr. Luke provará ao júri, como sempre afirmou, que Kesha espalhou uma mentira perversa pata se livrar de seus contratos. Kesha sabe que está mentindo”.

Em 2020, Kesha perdeu uma grande parte da batalha judicial contra Dr. Luke, quando a Suprema Corte de Manhattan determinou que a cantora teria difamado o produtor, ao mandar um mensagem de texto para Lady Gaga, em 2016, alegando que ele teria estuprado Katy Perry. De lá pra cá, cantora vem tentando reverter o quadro.