Um novo filme biográfico sobre Amy Winehouse está sendo produzido pelo o diretor Sam Taylor-Johnson

Segundo a Variety, o estúdio europeu Studiocanal está apoiando o filme, que está em segredo e agora em fase de casting.

(Foto: Wikimedia Commons)


Curiosamente, “Back to Black” tem o apoio total de Mitch Winehouse, pai da cantora, que foi retratado de forma negativa no documentário vencedor do Oscar “Amy”. Mitch Winehouse também participou do documentário da BBC de 2021 “Reclaiming Amy”, que marcou o aniversário de 10 anos da morte de Amy.


“Back to Black” foi escrito por Matt Greenhalgh, que anteriormente colaborou com Taylor-Johnson em “Nowhere Boy” e também escreveu “Control”, o filme biográfico aclamado pela crítica sobre o falecido vocalista do Joy Division, Ian Curtis. O Studiocanal está produzindo com Alison Owen e Debra Hayward ao lado de Tracey Seaward.


Winehouse, mais conhecida por hits como "Rehab" e "You Know I'm No Good", morreu aos 27 anos de intoxicação alcoólica em 2011. Ela produziu dois álbuns, "Frank" e "Back to Black", o último de que lhe rendeu seis prêmios Grammy.


Um filme biográfico sobre sua vida está em andamento há vários anos, com Owen e Hayward anexados desde o início. A propriedade de Winehouse assinou um contrato para o filme em 2018, embora um roteiro anterior tenha sido originalmente escrito pelo escritor de “Kinky Boots”, Geoff Deane.


Em 2018, Winehouse negou sugestões de que Lady Gaga poderia assinar o papel da cantora problemática. “Eu não me importaria de apostar que seria uma atriz desconhecida, jovem, inglesa – londrina, cockney – que se parece um pouco com Amy”, disse ele ao tablóide britânico The Sun na época.


“O que queremos é alguém para retratar Amy do jeito que ela era… a pessoa engraçada, brilhante, charmosa e horrível que ela era. Não faz sentido eu fazer o filme porque sou o pai dela. Mas conseguir que as pessoas certas façam isso é muito importante, e nós o faremos.”