top of page

Emicida recebe convidados na gira que marca a despedida de AmarElo em São Paulo

Intitulada AmarElo - A Gira Final, a turnê de despedida do projeto é fruto de uma parceria da Laboratório Fantasma com a Live Nation Brasil.


Lançado em 2019 (e eternizado em documentário da Netflix), o experimento social AmarElo, de Emicida, ganhou dimensões imensuráveis. O espetáculo foi realizado 120 vezes, passou por 9 países e 55 cidades. E acabou se tornando uma espécie de culto para o público, tamanha a profundidade e intensidade da troca entre o artista e os seus fãs. Por isso, a despedida desta turnê não poderia ser como um corte seco. O cantor, compositor, rapper e pensador contemporâneo anuncia, então, AmarElo – A Gira Final, uma parceria da Laboratório Fantasma com a Live Nation Brasil que fará da experiência de AmarElo ao vivo algo ainda mais especial. A turnê, que é apresentada por Elo e tem Budweiser como cerveja oficial e, em São Paulo, o apoio de Chivas, chega no dia 25 de maio (sábado), no Parque Ibirapuera, para uma apresentação única com shows de abertura à cargo de Discopédia, Jota.pê, Pathy Dejesus e DJ Sophia. O espetáculo de Emicida contará com participações de Rico Dalasam, Rashid,  Prettos, Fabiana Cozza, Amiri, Dory de Oliveira, Stefanie, Muzzike, Raphão Alaafin, Souto MC, Doctor MC's, Projota, Jé Santiago, Rappin Hood, Miguelzinho do Cavaco, Karol Conká e Pastor Henrique Vieira.


Gira é o nome dado aos rituais coletivos de religiões de matrizes africanas, nos quais são praticados cantos, danças e rezas que estabelecem um momento de conexão com as entidades espirituais. Daí, surgiu o nome da tour: AmarElo – A Gira Final. "Por todos os lugares do mundo que passamos com esse espetáculo, as pessoas alcançaram um tipo de transcendência muito bonita. Eu me emocionei em todos eles. Componho sonhando com coisas que eu gostaria de ver no mundo e, quando essa sinergia acontece, sinto que as pessoas me dizem que querem ser parte deste sonho também. E são mesmo", compartilha Emicida.


Ao longo da turnê AmarElo – A Gira Final, a experiência de AmarElo será potencializada por elementos visuais (como uma cenografia imersiva), participações especiais, entre outras surpresas. Músicas como a faixa-título, "Ismália" e "Ordem Natural das Coisas" estarão contempladas no repertório, assim como faixas que marcaram a carreira de Emicida. As duas apresentações em Belo Horizonte, que deram início à turnê, tiveram seus ingressos esgotados. 

O experimento social AmarElo é composto por frentes diversas, que, juntas, resultam no trabalho mais premiado do rap brasileiro (o álbum ganhou o Grammy Latino em 2020 e o documentário foi indicado ao Emmy Internacional). A Gira Final é o último capítulo deste projeto que é também um estado de espírito. "Às vezes, tudo o que temos é a fé. E ela acaba sendo a nossa arma para enfrentar tempos tão duros. Talvez por isso as pessoas transformem os nossos shows nessa espécie de culto. Essas serão as últimas oportunidades para presenciar isso ao vivo", ele complementa.

Comments


bottom of page