top of page

Enme lança “ATABAKE (Deluxe)”, unindo sonoridades regionais e internacionais

A artista maranhense lança nova versão do aclamado disco “ATABAKE”, já disponível em todas as plataformas digitais via ONErpm, nesta quinta (4).

Foto: Sillas


pós um 2023 de muito crescimento, a cantora Enme está lançando a versão deluxe do seu disco “ATABAKE”, nesta quinta-feira (4). O relançamento do álbum conta com músicas novas e remixes de faixas presentes no original – dentre estas, a artista explora as intersecções entre os sons regionais do Maranhão, onde nasceu, e gêneros internacionais, como o dancehall.


Já disponível em todas as plataformas digitais via ONErpm, “ATABAKE (Deluxe)” vem com as faixas inéditas “Saliência”, com feat. de GravNave, e a recém-lançada “Amarradinha”, com Baobá e Faustino. Dentre os remixes estão “4 por 4”, remixado pela produtora maranhense Eva de LC, e “Magia Negra”, remixado por S4TAN, DJ presente no disco “After”, de Pabllo Vittar.


“O álbum traz o olhar sobre a ancestralidade, sobre a tecnologia e sobre território. Eu amadureci musicalidade durante esse álbum. Cresci ouvindo os sons da Liberdade, bairro onde nasci, e eles me trouxeram para essa linguagem musical que apresento hoje. É uma obra que me resume musicalmente, que me apresenta, que diz quem eu sou e o que canto”, conta Enme sobre a nova versão de seu álbum de estreia.



O álbum deluxe junta dois dos pilares da arte de Enme, o orgânico e o digital, expressando isso tanto na nova estética, quanto na sonoridade das novas faixas. No “ATABAKE” original, Enme explorou os sons regionais de onde nasceu, no Maranhão, mas, na nova versão, ela se propõe a trazer gêneros internacionais como o amapiano, dancehall e eletro.


“Assim como o couro do tambor, quanto mais o tempo passa, mais as músicas se apuram. Por ser um álbum de pandemia, eu sempre pensei na versão deluxe no momento em que eu pudesse espalhar ainda mais a mensagem que as músicas trazem”, afirma a artista, acrescentando: “A nova estética é uma transição do orgânico pro digital, pro sintetizado. O deluxe é a ponte para os meus próximos álbuns, conecta minha regionalidade com o mundo”.


Enme, artista trans não-binária, está num momento de expansão de sua carreira, trazendo suas inúmeras referências e influências para um público cada vez maior. Presente no reality “Caravana das Drags”, apresentado por Xuxa, a cantora sempre procura levar sua história e suas experiências para dentro da sua arte.


Além do lançamento nas plataformas digitais, via ONErpm, Enme também estará disponibilizando, no seu canal oficial do Youtube, visualizers das faixas inéditas. A partir do meio-dia, da sexta (5), os vídeos estarão disponíveis no canal de Enme.


Comments


bottom of page