top of page

Primeiro diretor brasileiro a vencer o VMA, Ricardo Souza trabalhou com Anitta em 'Funk Rave'

Atualizado: 6 de out. de 2023

Ricardo foi responsável por dirigir o vídeo de 'Used To Be', eleito pela revista eolor como um dos melhores do Brasil em 2023.

Ricardo Souza e Anitta. Foto: Andrea Vicente ; Divulgação.


Especial Melhores Diretores 2023


Quando Anitta venceu o VMA 2023 de ‘Melhor Clipe Latino’ por ‘Funk Rave’, ela celebrou os fãs, o Brasil e sua equipe pelo trabalho incrível ao longo dos anos. Uma das pessoas responsáveis pela vitória de da obra foi Ricardo Souza, o diretor do clipe, que assinou também os vídeos de ‘Casi Casi’ e ‘Used To Be’, este último, eleito como um dos melhores clipes do Brasil em 2023. Os três projetos compõem o EP ‘A Favela Love Story’.



Com um grande currículo em mãos, aos 41 anos, Ricardo já realizou séries, documentários, filmes publicitários e muitos outros projetos. Autodidata, o profissional aprendeu sozinho a trabalhar no cenário audiovisual. Em conversa com ARTH, Ricardo diz que o VMA é um reconhecimento muito grande e que abre muitas portas, mas ele se orgulha mesmo é da força de inspiração que sua história representa. “Pessoalmente é um reconhecimento muito grande, abre muitas portas. Mas acho que o mais relevante tem sido ver a quantidade de comentários, posts, a repercussão de quantas pessoas se enxergaram na minha história”, diz ele. “Representatividade não é um conceito vazio, né? Quando uma pessoa que nem eu, preto, da periferia, autodidata ganha um prêmio como esse o mais lindo é ver quanta gente sente que pode acreditar que também vai vencer”.

Ricardo Souza para a Saigon. Foto: Divulgação.


Ricardo conta que o maior desafio em gravar o projeto ‘A Favela Love Story’ foi o de retratar uma atmosfera que, para ele, era particular e real. “Cada sequência me levava ao passado e também me trazia de volta ao presente. Vivemos uma vida cheia de contrastes e acabamos não vendo os detalhes entre eles. Isso foi o que eu quis ressaltar”, conta o profissional.



O trabalho de Ricardo exala brasilidade. Para o futuro, ele pretende continuar celebrando a força que tem dentro de si e de sua trajetória. “[Quero] continuar dando voz para a criatividade única que vem de dentro de mim a partir das referências que eu tive em produções de alto nível, aprendendo cada vez mais”, finaliza ele.


Comments


bottom of page