MC Dricka lança “Rainha”, álbum traz reflexões sobre liberdade feminina e realidade nas comunidades

Em turnê na Europa, Rainha dos Fluxos aposta na sonoridade funk e trap funk em projeto com 8 faixas e música de trabalho “Revoar” com produção de DJ Perera

(Foto: Divulgação)


Prepara o ‘copão na mão’ que o fim de semana promete revoada! No dia 27 de maio a Rainha dos Fluxos libera o seu maior trabalho da carreira. Intitulado “Rainha”, o novo álbum de MC Dricka chega pela Som Livre e a GR6 com 8 faixas que mesclam as sonoridades funk e trap funk, entregando um conteúdo empoderado e consistente. A música de trabalho, "Revoar", com produção de DJ Perera - um dos maiores beatmakers de funk do país -, fala sobre ir pro role e curtir sem preocupações no melhor estilo: de copão na mão. A faixa sai com videoclipe no YouTube da Dricka, perfil no qual a artista acumula mais de 200 milhões de visualizações.

Exaltando a mulher posturada, com composições sobre independência e liberdade feminina e clamando por vontades e oportunidades iguais, Dricka mais uma vez se firma como uma das principais vozes do funk neste projeto. Talento jovem da periferia, a cantora também aposta no funk consciente, trazendo a realidade das comunidades e seus desejos, idealizados em ostentações merecidamente conquistadas através do trabalho.

MC Dricka fala de suas inspirações e mensagens sobre o álbum Rainha e de como o funk mudou a sua vida: “Minha inspiração somos nós mulheres, o nosso dia a dia. O que a gente passa, o que a gente vive em relacionamentos, em trabalho, essas coisas… A mensagem que eu quero passar pro meu público é que a gente não pode depender de ninguém, a gente tem que depender da gente mesmo, temos que ser felizes com pouco ou com o tanto que temos! Hoje eu me sinto muito vitoriosa. Mulher periférica, negra e com pouca idade, já conquistei bastante coisa e espero conquistar mais. O funk não só mudou a minha vida, como mudou a da minha família e das pessoas que trabalham comigo”, conta.

Além da faixa-foco “Revoar”, DJ Perera também produz “Me chamou pra dar uma volta na Marina” e “Pisando Fofo” no álbum “Rainha”. O DJ e produtor Ecologyk assina a track “Tô pelo Certo”, enquanto Dieguinho é responsável pelo beat de “Princesa”. Completam o projeto as músicas “Poxa Vida”, “Quem tu gosta ter que desgostar” e “E não tem volta não”.

Após conquistar os telões da Times Square (New York) em uma campanha do Spotify, ser a única brasileira indicada ao prêmio internacional BET Awards no ano passado e fechar campanhas com grandes marcas como Lacoste, Guaraná Antarctica e HBO Max, MC Dricka agora quer o mundo! A cantora está fazendo sua primeira turnê internacional da carreira com shows na Europa, em destinos como Suíça, Bruxelas, Londres e Lisboa. Além das apresentações na gringa, Dricka está confirmada em dois grandes festivais que acontecem em São Paulo neste ano - o CENA 2k22, que traz como headliner o rapper americano Playboi Carti em junho, e o Primavera Sound, em outubro/novembro, onde Travis Scott será a principal atração.

Com apenas 23 anos, MC Dricka já coleciona feats de peso em sua carreira, transitando tranquilamente por parcerias com artistas de diferentes gêneros musicais, como pop, rap, pagode, eletrônico e forró. A extensa lista traz nomes como Alok, Ronaldinho Gaúcho, Papatinho, MC Carol, Jojo Maronttinni, Sorriso Maroto, Lucas Lucco, Jerry Smith, Mateus Carrilho, Eric Land, Lennon, Filipe Ret, MC Cabelinho, Kawe, Gaab, MC Kevin e outros. A artista segue colhendo os frutos de seu trabalho na cena funk e a cada projeto reafirma o porquê é chamada de Rainha dos Fluxos.

Álbum “Rainha” - MC Dricka

Lançamento Som Livre - 27 de maio/2022

8 faixas

1 - Revoar (DJ Perera)

2 - Me chamou pra dar uma volta na Marina (DJ Perera)

3 - Pisando Fofo (DJ Perera)

4 - Tô pelo Certo (Ecologyk)

5 - Poxa Vida

6 - Princesa (Dieguinho)

7 - Quem tu gosta ter que desgostar

8 - E não tem volta não