• eolor

Explicando "Love Drought" da Beyoncé!

Atualizado: 27 de Abr de 2020

Como a Beyoncé trabalhou a unicidade, a escravidão e o amor em "Love Drought". Entenda como a união utópica negra definiu um dos capítulos mais fortes do "Lemonade".

(Foto: Reprodução/ Parkwood Entertainment)


Como já comentei antes, a própria Beyoncé definiu o "Lemonade" como uma espécie de jornada pelo auto conhecimento feminino. "Love Drought" sucede o capítulo do acerto de contas referente a "Daddy Lessons" e faz parte do capítulo 7, o "Reformation". É o momento em que a personagem se questiona sobre o poder do amor e como ele ainda sobrevive após tanta negação. O capítulo se inicia com cenas da personagem num estádio, sendo observada por mulheres que estão utilizando trajes parecidos com o dela. Durante toda a obra temos momentos de imersão na mente da Beyoncé, uma especie de contradição entre presente e passado. A pessoa que assiste o vídeo é teletransportada pro mundo onde o vídeo de "Love Drought" ocorre de fato. É a imersão nos pensamentos da personagem, uma espécie de viagem aos antepassados da Beyoncé, o seu passado de fato.

love drought beyonce

Através desse retorno ao passado com flashes em preto e branco, somos imersos no subconsciente da personagem, isso explica as roupas com caráter referente aos anos de 1900, na verdade existe aqui, uma referência à obra "Daughters Of The Dust", filme de Julie Dash, mas isso é algo que irei aprofundar em capítulos seguintes. Aqui, é importante citar que o vídeo se inicia com mais um poema íntimo de Warshan Shire. "Por que você se considera não merecedor?... Você é o amor da minha vida!", nesse momento, a personagem abre o caminho pro perdão definitivo e isso deve ser feito se esquecendo dos rancores e erros passados. Nesse ponto do vídeo, já existe uma ligação com o amor que é apresentado em "All Night". A presença do dourado remete o trecho de "you spun gold out of this hard life" (você exala ouro no meio dessa vida difícil).

beyonce hands gold

Beyoncé escolheu aqui, um momento muito forte pra representar o fim dos rancores da personagem, buscando o início de um novo ciclo. Em 1803, na ilha St. Simons, Georgia, ocorreu um suicídio em massa de escravos, a chamada Rebelião Igbo. Segundo a história, um grupo de escravos Igbo se revoltaram e tomaram o controle de um navio de escravos. De forma direta, ao invés de se submeterem à escravidão, começaram a marchar para a água enquanto cantavam, como uma forma de protesto e ao mesmo tempo que buscavam a salvação, frente aquela realidade, aos poucos todos foram se afogando.

beyonce igbo
beyonce igbo

Todos escolheram a morte ao invés da escravidão. A cena em que Beyoncé marcha junto com outras mulheres negras para o mar, faz referência direta a este acontecimento. Existem detalhes nas roupas das mulheres que simbolizam uma cruz, de forma a fazer referência ao trágico destino. No vídeo, o ato da personagem de levantar as mãos em grupo, surge como o grito final de liberdade, que supera a morte. Em vários momentos do clipe, é possível perceber como a personagem se encontra num estado de quase morte, mas sempre com tons dourados ao seu redor, de forma a transparecer uma ideia de força e luz.

beyonce love drought igbo letra meaning

A própria descrição do ambiente onde o clipe se desenvolve, nos remete a um local pantanoso, com descrições folclóricas da terra Igbo. É a representação do cenário onde ocorreu o "marcha sobre as águas".

Um outro ponto a ser mencionado é que em vários momentos temos a personagem fisicamente ligada a cordas, resistindo à tração.


beyonce corda

É uma forma de expressar a resistência à escravidão. Percebam que em todo o vídeo, temos uma personagem ligada à outras mulheres. A unicidade feminina, mesmo em momentos difíceis. É a representação da utopia negra, do apoio mútuo e da luta por justiça.


O vídeo se aproxima do fim com o surgimento de rosas, com a personagem imersa em dourado, mas sem sorrisos. É o final glorioso, mas trágico. Na mente da personagem, é a espera pelo início de um novo ciclo juntamente com a morte de seus traumas.

O vídeo se encerra, em mais um trecho em preto e branco, marcando o final do capítulo e o retorno pro presente da personagem. Já temos nesse ponto, o início do capítulo 8, para continuar lendo sobre “Forgiveness” (Perdão) com “Sandcastles, clique aqui.


Texto: Arthur Anthunes

Revisão: Lucas Cranjo

eolor